21 de abr de 2016

Católicas, nós não devemos nada ao feminismo!

As feministas dizem que devemos muito ao feminismo. Bem, que eu saiba, antes do feminismo as mulheres já trabalhavam, e não há nada de errado nisso, em provérbio, a mulher forte trabalha e muito. E para se certificarem disso que digo, procurem as obras de Regina Pernoud, historiadora especializada em Idade Média.

"Ela procura lã e linho e trabalha com mão alegre.Semelhante ao navio do mercador, manda vir seus víveres de longe". Pv 31, 13-14


Dentro de casa ou nos campos, a mulher sempre trabalhou. 

Também não me lembro de ideologia nenhuma me dar tanta dignidade quanto o Catolicismo. Imaginem que grande mistério: uma mulher ser ESPOSA de Deus! e, pasmem, ser a mãe do Filho dEle. O que havia em Maria para ter merecido tão grande graça?Que enamorou-se Dela o Senhor de todas as coisas.

"O anjo disse-lhe: Ave, cheia de graça, o Senhor é contigo. (...) Não temas, Maria, pois encontraste graça diante de Deus." São Lucas 1, 28-30

Senhora do Céu, da Terra e do Mar. A mãe de Deus.
E aí, achou pouco?
E por mais que você tenha feito escolhas erradas, ninguém pode te "apontar" do dedo, nem mesmo você. Sabe por quê? Porque teve um alguém que morreu no seu lugar, tomou sobre si a vergonha dos teus pecados. Agora, você é digna de todo o amor, é curada para ser alguém melhor e sem cicatrizes. E se errar de novo, você poderá recomeçar outra vez!

Ele faz nova todas as coisas.


Eu devo ao Catolicismo o que movimento nenhum poderá fazer por mim: meu valor. Ele é maior que os das jóias mais preciosas, como diz Santo Agostinho "quer saber qual seu valor? Olhe para cruz, tu vale um Deus crucificado". Os rapazes se admiram e reconhecem que esse valor não se encontra "solto" na esquina mais próxima, só no sorriso de uma mulher virtuosa ele encontrará forças para enfrentar as batalhas do mundo. Só o homem temente a Deus entenderá a preciosidade que encontrou em sua vida e ele a oferece livremente: isso é amor. Um ato que se espelha em Cristo, que deu sua vida por nós, tal é o amor do homem que encontrou a mulher de Deus. Até as mais rebeldes já sonharam com um amor assim. Você não o encontra entregando seu corpo em prol de uma libertinagem travestida de "liberdade". E se te disserem que isso é irreal, lembre-se das Santas, como Chiara, que provaram deste amor na Terra que a preparou para o Céu. 

"Uma mulher virtuosa, quem pode encontrá-la? Superior ao das pérolas é o seu valor". Pv 31, 10



             
Muitas mulheres são exemplares, mas você as supera.
   
Se Deus quiser, uma futura Santa: Chiara Corbella
e seu marido, Enrico. 



O feminismo nega a beleza rebaixando-a em uma "construção social". Mas existem feministas bonitas? Sim, fisicamente. Mas é tão passageira, é tão artificial e vazia. Aqui estamos falando de um ouro tipo de beleza. Dostoiévski diz "que a beleza salvará o mundo", ele encontrava paz ao admirar a Madonna, de Raffaello. Uma alma bonita, livre e que assumi sua feminilidade, seu papel importante de ser uma outra Maria poderá, verdadeiramente, entender o que é a beleza: a que aformoseia o rosto. Quem tem Deus é feliz, e a felicidade é bela.

"A beleza é enganosa, e a formosura é passageira; mas a mulher que teme ao Senhor será elogiada." Pv 31, 30

"O coração alegre aformoseia o rosto." Pv 15,13


Belíssima Beata Chiara Badano


E, por último, foi o Catolicismo que me fez entender o valor da família. Nunca uma mulher é tão forte, como no momento de dar à luz: da dor que deixou a vida brilhar. O poder da maternidade sobre a mulher é algo mais forte que a morte: a maternidade salvará a mulher, porque a exercita na prática de sacríficos, de mortificar o seu "eu" e viver com o coração batendo fora do peito. Nenhuma mulher encontrará satisfação maior que a de ouvir "mamãe"; nenhum reconhecimento profissional será tão reconfortante, quanto aquele momento em que seu filho te surpreende com um abraço e nada te fará mais bela que a flor colocada entre a orelha e os cabelos colhida por sua filha.



"A mulher será salva pela maternidade" 1Tm 2,15 .


Querida Santa Gianna, que deu a vida por sua filha.




Viram porque tudo que eu preciso o feminismo não pode me dar? Simplesmente porque o feminismo transforma a mulher em uma caricatura mal acabada de um homem; e o catolicismo eleva a mulher ao grau mais alto de felicidade, que está em responder a nossa primeira vocação: maternidade e família.

Família de Santa Terezinha: todos são santos de Deus.


E só, e só. Eu não preciso do feminismo, sou a mulher mais bela, segura e feliz do mundo, graças a Deus.

Santa Scorese. Apenas no Catolicismo uma mulher
pôde ser mãe de Deus, santas e doutoras da Igreja. 


16 de abr de 2016

Antes de amar alguém...

Sempre ouvi a máxima " você não pode oferecer o que não possui". Não é possível preparar-se para amar alguém, sem antes preparar-se para se amar. Deus pensou em cada detalhe de como somos, nos fez com amor e muito carinho, um coração curado passa pela doce aceitação de ser quem se é. Como diz Santo Agostinho: "Conhece-te, aceita-te, supera-te". E dessa aceitação nasce um amor mais puro e limpo, longe de inseguranças, ciúmes, medos, fantasias, depressão, baixa auto-estima e tantas "doenças" capazes de nos afetar emocionalmente e fisicamente, em nossos relacionamentos e afetos. Meditemos com um texto singelo que - embora o autor seja desconhecido - acerta em tudo!
"Primeiramente se ame. Goste do seu corpo, da sua voz e do seu jeitinho. Aceite a mania que você tem de se apegar ou se desapegar. Goste do seu cabelo seja ele ondulado, crespo, liso, enrolado… Fique contente ao se vestir, pois você se veste para si mesmo; para se agradar. Goste do seu andar e do seu falar. Seja sua voz fina, grossa, roca, ou de qualquer outra maneira.Goste do seu andar seja ele torto, reto, apressado ou lento. Ame o seu peso, e caso não se contente, se esforce até gostar. Se contente com sua altura. Se contente com você e com o seu eu. Se contente com seus jeitos e manias.Goste do seu sorriso, pode ser tortinho, amareladinho, mas sorrir faz parte da felicidade. Goste da maneira como gesticula ou como pega gírias rapidamente. Goste de sua mania de sentir. Goste da sua maneira de demonstrar ou não o amor. Goste de você. Ame a si mesmo. Ame. Ame mesmo. Se namora, para depois pensar em amar outro alguém."